quarta-feira, 26 de agosto de 2009

ROOTS TRIP Teresina PI e Fortaleza CE


Rock an roll mais roots da minha vida

Antes de pegarmos estrada pra Teresina um frentista simpático avisou: “Teresina?? Oxe!! Lá é a terra do mosquito que voa com uma asa só! Porque a outra ele usa pra se abanar!!”. Não por exagero, pois na primeira noite já sentimos o calor da terrinha. Ainda bem que o calor humano também existe, e podemos ficar na casa de Thiago Costa e a dos irmãos Alexandre e Maurício Pokemom. Os mesmos que lançaram o primeiro video piauíense de skate intitulado “Skatistas” juntamente com a exposição de fotos “Skate Arte”, um no rec e o segundo nos moments. Evento inédito naquela região, o melhor de tudo era poder estar lá nesse momento.


Wagner, Alexandre, eu, Pokémon e Sagaz na Expo e Premiere

* Teresina era cidade dos wallrides, tinham vários, mais nem todos liberados né?! Fomos em um muito díficil, eu e o Wagner andamos. Saia correndo jogava o skate, passava o chão ruim, subia a calçada enfrentava o trancão pra poder encaixar o rock and roll to fakie e ainda voando pedaço dele pra tudo quanto é lado. No final da paredinha, ainda fazia o nose balançar o poste da casa do tiozinho que nem reparou que eu estava destroçando sua fachada, foi mal tio! Mais fico bonita a foto, valeu a pena, vou mandar uma exemplar da Tribo pra ele sacar haha!!


Papai Noel Caminhoeiro hehe na beira da estrada guiando-nos

Ah é! Já ia me esquecendo, indo pra lá tivemos mais uma encrenca, caímos numa das crateras daquela rodovia e o pneu estourou. “Ué!! Cadê a chave de roda certa??” Já era! Escuridão e “mosquitaiada” no lombo até que dois seres do bem nos salvaram.
Outra roubada foi chegar até a capital cearense, longa jornada, muitos buracos, horas a mais, chuva e tensão.



Pistinha maneira de Teresina, também tem solinho liso e palquinhos na mesma praça.

Bizarra a estrada, mas sobrevivemos! Nesta hora o cansaço de todos era evidente, então nada melhor como embalar pela Avenida Beira Mar pra relaxar e descontrair.
Já que não conseguimos fazer contato com alguém da área, descobrimos alguns bons lugares: manual paradisíaco na praia, todos acertando varias, curtindo o visual e eu como adorador desses tipos de manobra estava mesmo na minha praia hahaha. Também passamos pelo o clássico bowl da orla, sempre alagado, mas com obstáculos em volta.



remando na orla de Fortaleza


Bowl ou pinicão da Beira mar?!


Em fortaleza que "encomendamos" nossa pulseira ROOTS TRIP

* Parágrafo complementar somente para o blog e não original do texto para revista.

Um comentário:

Mila disse...

que style!!! oo vida boa hein.. soh dando um role de board, conhecendo gente e fortalecendo amizades, descobrindo lugares novos... tem que ser muito bom mesmo!!! papai noel punk hauhauhua adorei!!! agora quero ver aqui a historia da tour européia :D bcn!
beijo grande,
lamica